Dr. Hugo Madeira | O problema são as gengivas

por , 7 Fevereiro, 2018

E quando o problema não está nos dentes?

Muitos são os pacientes que hoje em dia procuram o seu dentista, dizendo que algo de errado se passa com os seus dentes e, após a avaliação clínica, chegamos à conclusão de que o verdadeiro motivo da insatisfação está relacionado com as gengivas, e não com os dentes diretamente.

Hugo Madeira, médico dentista

Dou-lhe um exemplo: pessoas que acham que os seus dentes estão maiores, mais longos, podem, na realidade, ter sofrido de recessão gengival, ou seja, os tecidos moles sofreram uma redução e esta perda de gengiva revela uma superfície maior do dente, dando a sensação de que ele aumentou de tamanho. Ou o contrário: pessoas com o chamado “sorriso gengival”, que não é mais do que uma relação desproporcional entre os dentes e a gengiva, isto é, quando sorriem, mostram muita área gengival e parecem ter os dentes demasiado pequenos. Quando há falta de gengiva a solução poderá passar por fazer um enxerto; quando há sorriso gengival, tratamentos como o alongamento coronário ou a gengivectomia podem corrigir a proporção e restabelecer a harmonia. Existe uma área da medicina dentária dedicada a  estes temas, a Periodontologia, que trata os tecidos de suporte do dente, englobando situações como a recessão gengival, perda de volume, gengivite, periodontite e outras.

Leia as crónicas do Dr. Hugo Madeira, em todas as edições da revista CRISTINA, também disponíveis na app CRISTINA M.

  • Comentários

    Artigos relacionados