Bruno de Carvalho: “Eu já era candidato. Assumido. E sou. E vou ser. E vou a eleições no dia 8 de setembro”

por , 21 Agosto, 2018

Bruno de Carvalho é a personagem principal de uma atribulada novela futebolística, ligada ao Sporting.

 

Cristina Ferreira – O que o agarra ainda ao Sporting?

Bruno de Carvalho – Paixão e espírito de missão. Mais nada. Não consigo não olhar para o Sporting e, depois de cinco anos, não consigo não ouvir os sportinguistas. Tenho ouvido todos os dias.

C.F. – Ouve só aqueles que estão consigo?

B.C. – Não.

C.F. – Ou esses também não lhe dão qualquer tipo de credibilidade agora?

B.C. – Se houvesse alguém que não me desse qualquer tipo de credibilidade, a Comissão de Fiscalização, que eu considero ilegal, já teria dito que eu podia ir a eleições. Portanto, não confundamos algumas pessoas que estão confundidas com outras que estão chateadas. Isso da falta de credibilidade… Então, eu já era candidato. Assumido. E sou. E vou ser. E vou a eleições no dia 8 de setembro. Senão, a Comissão de Fiscalização não estaria tão preocupada em afastar-me.

C.F. – Ninguém se aguenta sozinho em fases tão difíceis como esta.

B.C. – Por isso é que, graças a Deus, tenho uma família tão maravilhosa.

 


Leia a entrevista completa na edição deste mês nas bancas
ou na versão digital (IOS ou ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados