Carolina Deslandes em busca do final feliz

por , 18 Abril, 2018

Aos 26 anos de idade, Carolina Deslandes prepara-se para lançar o segundo disco. Apesar de contar com o apoio de milhares de fãs, assume-se insegura. Tal como estava quando chegou ao nosso estúdio, a fim de protagonizar esta sessão fotográfica, que pretendeu tirá-la da sua zona de conforto. O resultado fala por si e mostra uma jovem que garante estar a aprender a amar-se.

POR XAVIER PEREIRA | PRODUÇÃO MARIANA COUTO E OLIVIA RUGANI | FOTOGRAFIA SÉRGIO SANTOS | STYLING CAROLINA FREITAS

Olá, o meu nome é Carolina Deslandes, tenho 26 anos de idade, nasci em Lisboa e sou mãe de dois filhos maravilhosos. Gosto de cantar, de escrever, de ir ao sushi e de Harry Potter. A apresentação resume quase tudo aquilo que move a jovem artista, que protagonizou esta criativa sessão fotográfica, mas Carolina é mais. Muito mais.

Arruma o reggaeton no campo dos guilty pleaseures musicais, e não se coíbe de cantarolar as músicas que vão tocando nas colunas, ao longo de todo o dia que passa connosco. Vestiu peças de roupa de cores fortes e cortes alternativos, deixou que a maquilhagem e os penteados fossem diferentes de tudo o que já experimentou e, apesar de relutante, cumpriu o desafio com distinção. Ao início fiquei com imensa vontade de chorar, confessa, entre risos.

MAQUILHAGEM MEL JORDÃO | CABELOS CRISTINA RODRIGUES ASSISTIDA POR RUI LANÇA PARA MISS ME | ASSISTÊNCIA À FOTOGRAFIA SARA VITÓRIA | AGRADECIMENTO Fábrica do Pão, IKEA

Estou numa fase difícil para as mulheres, o pós-parto, em que estamos a redescobrir-nos e a redefinir o nosso aspeto. A questão é delicada e o discurso de Carolina denuncia isso mesmo. Nesta altura, conhecemos um corpo novo, com outra forma, outra expressão. Estou a aprender a amar-me com esta imagem, que não tem nada a ver com a que tinha antes de ser mãe. Ao longo dos últimos meses, o assunto já mereceu várias publicações nas redes sociais de Deslandes. Algumas motivaram polémicas. A todas, opta por reagir com verdade: sinto que me exponho numa altura em que estou francamente sensível, e já deixei de ter vergonha disso.

(…) Deslandes regressa à questão do corpo de forma recorrente, na comunicação feita com os milhares de seguidores que tem. Diz não querer ser um exemplo. Prefere, antes, tentar ajudar mulheres que estejam a passar por uma fase semelhante. Quero que elas sintam que não estão sozinhas. Temos de aprender a valorizar o que é nosso, a nossa forma e os nossos traços.

Emocionada, Carolina confessa: senti que todas as mulheres que conhecia, que tinham sido mães, voltaram ao [peso] normal rapidamente. Eu, por alguma razão, não consegui. Senti-me sozinha, e acho que essa solidão tende a transformar um pequeno problema em algo muito maior.

Leia a entrevista completa a Carolina Deslandes na edição deste mês, nas bancas, ou na app CRISTINA M.

 

  • Comentários

    Artigos relacionados