Chumbar os dentes é…

por , 18 Dezembro, 2019

Todos as conhecem por “Chumbo nos dentes”, mas o que sabe ao certo sobre as suas amálgamas?

No universo da Medicina Dentária, a controvérsia em torno das amálgamas, vulgarmente conhecidas como “chumbo”, dura há vários anos. A probabilidade de estar a ler este artigo e de ser uma das milhões de pessoas que já colocou “chumbo nos dentes” é muito elevada.
Já alguma vez se questionou sobre os componentes deste material?
Primeiro que tudo, “chumbo” é apenas o nome pelo qual a maioria das pessoas conhece este material que, aparentemente, é muito parecido com o metal e que tem por designação “amálgama”. A amálgama é uma combinação de metais que, na medicina dentária, é o preenchimento mais popular há mais de 1 século. No entanto, a sua utilização não garante que esta seja a escolha mais segura para a nossa saúde.
Cerca de metade da amálgama é composta por mercúrio, um elemento tóxico, especialmente em situações em que o corpo esteja sujeito a um elevado nível de exposição.
Pode perguntar: mas se é um material tóxico por que é utilizado na boca? Pois bem, o mercúrio é usado para ligar todos os componentes da amálgama, criando uma restauração forte e duradoura. Estas características aliadas ao facto de ser um material relativamente barato colocaram, durante muitos anos, as amálgamas como prioridade de escolha para a maioria dos dentistas e pacientes.


Leia o artigo completo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA M (IOS OU ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados