Cinema italiano: porque não? 

por , 5 Abril, 2018

Arrancou ontem a Festa do Cinema Italiano, em Lisboa e no Porto. Entre hoje e amanhã, o certame chega a a Cascais, Setúbal e Almada. Uma oportunidade única para conhecer melhor os últimos sucessos da sétima arte italiana.

POR: Xavier Pereira 

O Fantasma de Sicília foi o filme escolhido para abrir aquela que a décima primeira edição da Festa do Cinema Italiano a acontecer em Portugal. O filme que ontem foi projetado no Cinema São Jorge, em Lisboa, é hoje exibido em Setúbal e, no próximo sábado, em Cascais. O thriller gira em torno de um misterioso desaparecimento e de uma paixão dos tempos de liceu. A história é inspirada num caso verídico que chocou a opinião pública nos anos 90.

De todo o programa – vasto e variado – destacamos Fortunata, em exibição esta sexta, em Cascais e Lisboa; Cá Por Casa Tudo Bem, com uma única sessão agendada para sábado no Cinema São Jorge; e, por fim, The Place que, na próxima semana, encerra a iniciativa que celebra o cinema italiano, com uma única sessão, em Lisboa, agendada para quinta-feira, dia 12. 

Este ano, a Festa do Cinema Italiano volta a passar por várias cidades portuguesas. Ao todo, são 16 que, entre 4 de abril e 9 de junho, celebram a diversidade que tem vindo a caracterizar a produção cinematográfica feita em Itália. A iniciativa reúne uma “programação rica e heterogénea” que vai ao encontro de “diferentes tipos de público, continuando, ao mesmo tempo, a manter a identidade já reconhecida” pelos portugueses. Não perca! 

Mais informações, aqui. 

  • Comentários

    Artigos relacionados