Cinema: Os Filmes da Semana

por , 28 Maio, 2018

Um drama do vencedor da Palme d’Or sobre a juventude; um filme de animação sobre a verdadeira história do Príncipe Encantado e “Cabaret Maxime”, o novo filme do realizador português Bruno de Almeida. Estas são as sugestões da semana de Diogo Marques, colaborador de cinema da CRISTINA.

Por: Diogo Marques

“O WORKSHOP”

Olivia Dejazet (Marina Fois) é uma conhecida escritora de histórias policiais que está a realizar um workshop de escrita em La Ciotat. Esta cidade, no sul da França, era conhecida nos anos 80 pelos estaleiros, mas atravessa agora uma crise económica. Entre os seus jovens alunos, destaca-se Antoine (Matthieu Lucci), um introvertido e talentoso rapaz, que muitas vezes cria animosidades junto dos colegas devido às suas posições racistas e extremadas. A atitude de Antoine torna-se cada vez mais violenta com o passar dos dias e Olivia parece estar assustada, porém, atraída ao mesmo tempo. No entanto, a situação escapa dramaticamente do controlo de ambos.

Dez anos depois de vencer a Palme d’Or com o filme “A Turma”, o realizador francês, Laurent Cantet, volta com “O Workshop” a explorar os conflitos políticos e geracionais do quotidiano.

“PRÍNCIPE BUÉ ENCANTADO”

Na semana em que se celebra o Dia Mundial da Criança, chega a animação musical “Príncipe Bué Encantado”. O filme explora a história desconhecida das princesas Branca de Neve, Bela Adormecida e Cinderela, que descobrem que são todas casadas com o mesmo Príncipe Encantado, o Príncipe Felipe.

No entanto, quando uma fada o amaldiçoa com um charme que conquista todas as donzelas do reino, este embarca numa jornada para tentar quebrar o feitiço, acompanhado por Leonor, uma fora-da-lei e a única mulher imune à maldição.

Este filme realizado por Ross Venokur, conta na versão dobrada em português com as vozes de David Carreira e Cuca Roseta.

“CABARET MAXIME”

Com ator americano Michael Imperioli (conhecido da série “Os Sopranos”), no papel de protagonista, “Cabaret Maxime” retrata a história de Bennie Gaza (Michael Imperioli), o dono de um cabaret, num velho bairro, de má fama onde um grupo de artistas apresenta números musicais de burlesco, comédia e strip-tease. Bennie dirige o cabaret ao mesmo tempo que toma conta de Stella (Ana Padrão), a sua mulher com distúrbio bipolar. Quando o velho bairro começa a passar por um processo de gentrificação, Bennie tem que lutar para manter o seu clube em funcionamento.

O filme que representa a 10ª longa-metragem do português Bruno de Almeida, é inspirado em histórias do antigo Cabaret Maxime, na Praça do Alegria, em Lisboa, espaço do qual o cineasta foi sócio.

 

  • Comentários

    Artigos relacionados