Cinema: Os Filmes da Semana

por , 7 Janeiro, 2019

Um drama sobre uma educadora de infância e uma criança dotada, um filme policial com Jimmy Carrey no papel de um detetive obcecado com um caso de homicídio não resolvido e “O Cavalheiro com Arma”, o último filme da carreira de Robert Redford. São estas as sugestões da semana de Diogo Marques, colaborador de cinema da CRISTINA.

Por: Diogo Marques

“A EDUCADORA DE INFÂNCIA”

Lisa Spinelli (Maggie Gyllenhaal), é uma educadora de infância cada vez mais exausta de sua vida rotineira em Staten Island, Nova Iorque. Tudo muda quando descobre que um dos seus alunos de cinco anos talvez seja dotado. A partir desse momento, Lisa fica fascinada pela criança que tem um interesse peculiar por poesia e entra numa espiral obsessiva para lhe alimentar o talento.

Adaptação do filme homónimo israelita de Nadav Lapid, esta obra realizada por Sara Colangelo foi apresentada no Festival Sundance onde venceu o prémio de Melhor Realização.

 

“CRIMES SOMBRIOS”

Tadek (Jim Carrey) é um detetive que se propõe a resolver um crime. Um homem de negócios foi assassinado e sua morte coincide com um crime descrito no recente romance do escritor polaco Krystov Kozlow (Marton Csokas). Ao tentar resolver o caso, Tadek tentará colocar o escritor no centro das atenções e provar a sua culpa. No entanto, as pistas guiam-no a um mundo turbulento, onde poderá descobrir algo mais sombrio e inesperado.

 

 

“O CAVALHEIRO COM ARMA”

Forrest Tucker (Robert Redford) é considerado o ladrão mais simpático de sempre. Aos 70 anos de idade, Forrest escapou da prisão de San Quentin, tudo para dar continuidade ao seu ofício: após a sua audaciosa fuga, executou uma série de assaltos que baralharam as autoridades e encantaram o público. Envolvidos na sua perseguição estão o detetive John Hunt (Casey Affleck), que fica fascinado com o empenho de Forrest no seu ofício, e Jewel (Sissy Spacek), a mulher que o ama apesar da profissão que ele escolheu.

Baseado numa história verídica, “O Cavalheiro com Arma” representa o último filme da carreira de Robert Redford enquanto intérprete. O ator de 81 anos, que em 2002 ganhou um Oscar honorário pela sua notável carreira destacou-se em películas como “A Galopada” (1973), “Os Homens do Presidente” (1976) e o clássico “África Minha (1985)”, onde contracena com Meryl Streep.

  • Comentários

    Artigos relacionados