Cinema: Os Filmes da Semana

por , 22 Março, 2019

A atriz Jennifer Aniston numa comédia que desafia os estereótipos dos concursos de beleza, o novo filme de terror de Jordan Peele – realizador do aclamado “Foge” -, e “Uma Nação, Um Rei”, um drama sobre a Revolução Francesa. São estas as sugestões da semana de Diogo Marques, colaborador de cinema da CRISTINA.

 Por: Diogo Marques

“MISS XL”

Numa pequena cidade texana, Willowdean Dixen (Danielle Macdonald) é uma adolescente avantajada que é apelidada pela própria mãe de ‘Dumplin’. Ela é filha de Rosie (Jennifer Aniston), uma antiga vencedora do concurso de beleza Miss Teen Bluebonnet, e por isso seguindo as pisadas da progenitora, a jovem decide inscrever-se, mas como forma de protesto contra os estereótipos de beleza perpetuados na competição. Instantaneamente, o ato de ‘Dumplin’ ganha partidários e outras jovens da localidade decidem seguir os seus passos.

Baseado no bestseller escrito por Julie Murphy, com realização de Anne Fletcher, esta comédia produzida pela Netflix conta no elenco com Jennifer Aniston, Danielle Macdonald, Odeya Rush e Harold Perrineau.

 

“NÓS”

Depois de uma estreia de sonho em 2017, com “Foge” – que lhe valeu mesmo o Óscar de Melhor Argumento Original -, Jordan Peele está de regresso com um novo filme de terror: “NÓS”.

O casal Adelaide (Lupita Nyong’o) e Gabe Wilson (Winston Duke) decide levar os seus filhos para a uma casa na praia, na esperança de passarem umas férias tranquilas e na companhia dos amigos. Mas, quando a noite chega, algo ameaçadoramente estranho perturba esses planos, pois na fachada da casa, surgem quatro pessoas que são física e emocionalmente idênticas a cada um dos membros da família.

Escrito, produzido e realizado por Jordan Peele, esta película apresenta no elenco nomes como Lupita Nyong’o (vencedora de um Óscar com “12 Anos Escravo”), Elizabeth Moss (vencedora de um Emmy com “Handmaid’s Tale) e a jovem estreante Shahadi Wright Joseph.

 

“UMA NAÇÃO, UM REI”

Ano em que decorre a Revolução Francesa. Cidadãos gauleses, homens e mulheres, procuram um local de livre arbítrio. Esse ponto de encontro é a recém-criada Assembleia Nacional. Este é um drama histórico sobre a queda de um soberano e o nascimento da República.

O cineasta Pierre Schoeller dirige este filme, onde no elenco constam nomes como Louis Garrel, Gaspard Ulliel, Adèle Haenel e Denis Lavant.

  • Comentários

    Artigos relacionados