Cinema: Os Filmes da Semana

por , 17 Abril, 2018

Um drama bélico de uma mãe síria que tenta sobreviver à guerra, um thriller sobre uma jovem de 16 anos que desparece nos Alpes italianos e “Os Super-Heróis da Selva, com as vozes dos D.A.M.A, são as sugestões desta semana de Diogo Marques, colaborador de cinema da CRISTINA.

Por: Diogo Marques

 

“NA SÍRIA”

A crise humanitária na Síria tem sido diariamente relatada nos meios de comunicação. Já no cinema, a tem sido objeto de reflexão em documentários galardoados como “Regresso a Homs” (2013), “Os Capacetes Brancos” (2016; disponível na plataforma Netflix) e “Os Últimos Homens em Aleppo (2017). No entanto, o cineasta francês Philippe Van Leeuw apresenta um drama bélico que evoca a guerra através do olhar das vítimas. Neste caso, uma mãe e os seus três filhos.

Cidade de Damasco, Síria. Um apartamento. É esta a única referência espaciotemporal de Oum Yazan (Hiam Abbas), uma mulher que transformou o seu lar num porto seguro para a família e para os vizinhos, na tentativa de se protegerem dos horrores que decorrem no exterior.

Num drama claustrofóbico, confinado a quatro paredes, é possível acompanhar 24 horas da vida de um grupo que se organiza para sobreviver, apesar dos bombardeamentos regulares que ameaçam destruir o edifício, dos atiradores de elite na rua e dos ladrões que tentam arrombar a casa em busca de recompensas. Num momento de guerra, qualquer simulacro de harmonia é sinónimo de sobrevivência. “Na Síria”, vencedor do Prémio do Público no Festival de Berlim, assume a situação doméstica de mãe à procura de garantir o bem-estar dos filhos e cria uma obra tensa que parece assustadoramente real.

 

“A RAPARIGA NO NEVOEIRO”

Não é muito comum um escritor de um bestseller internacional ser também o responsável pela sua adaptação e realização para o cinema. Contudo, foi o que fez o italiano Donato Carrisi. O filme “A Rapariga no Nevoeiro” acompanha a história do desaparecimento súbito de Anna Lou, uma jovem de 16 anos que vivia em Avechot, uma pequena vila montanhosa nos Alpes italianos. Vogel (Toni Servillo) é o detetive destacado para investigar todo este mistério, mas rapidamente se apercebe que este caso está longe de ser simples. Numa vila onde os motivos são pouco claros, as principais suspeitas recaem sobre Lori Martini (Alessio Boni), um professor da escola local. No entanto, Vogel com recurso aos seus métodos de investigação pouco convencionais tenta descobrir a obscura verdade.

Para além de Toni Servillo (“A Grande Beleza” e “Gomorra”) e Galatea Ranzi (“A Grande Beleza”), esta produção italiana de elenco exclusivamente europeu, conta ainda com a participação especial de Jean Reno, conhecido por filmes como “Léon, o Profissional” e “A Promessa”.

“OS SUPER – HERÓIS DA SELVA”

Um pinguim listado e mestre em artes marciais. É sim que se pode descrever o Maurício. Criado por uma mãe tigre, este pinguim procurou sempre manter a paz e harmonia na selva. No entanto, quando Igor, um malicioso coala, ameaça destruir o seu habitat com a ajuda de exército de babuínos, Maurício decide lutar. Para tal reúne os seus amigos: Gilberto, um lémure que é cérebro do grupo, e Miguel, um gorila que é o coração do trio.

Realizado por David Alaux, “Os Super-Heróis da Selva”, adapta ao grande ecrã a série animada francesa, “Missão: Ao Resgate da Selva”. A versão dobrada em português, conta com as vozes dos três membros do grupo D.A.M.A, Miguel Coimbra, Miguel Cristovinho e Francisco ‘Kasha’ Pereira

 

  • Comentários

    Artigos relacionados