Cirurgia Plástica | Tenho 40 anos e agora?

por , 30 Abril, 2019

POR Dra. Marta Padilha

A Emília, 40 anos, empresária, recorreu à nossa consulta porque, quando acordava, sentia que não tinha energia, tinha a cara e os olhos inchados e “bolsas” debaixo dos olhos; ao despertar, sentia que o seu sono não era reparador e manifestava dificuldade em mantê-lo (insónias terminais); por vezes, tinha cãibras nos membros inferiores. Associado a isto, sentia cansaço durante todo o dia, falta de memória e menos capacidade de concentração. Andava mais desmotivada, ansiosa e irritável, o que já estava a gerar alguns problemas com o marido. Além disso, referia diminuição da líbido, tendo por vezes secura vaginal e dificuldade em atingir o orgasmo, mas associava-o ao facto de andar sempre cansada e cheia de trabalho. Quando questionada em relação ao peso, referia que, ao contrário do que era habitual até então, estava com mais vontade de comer doces, dizendo mesmo que, por vezes, não conseguia controlar essa vontade e, como tal, tinha aumentado de peso, principalmente na região abdominal. Sentia-se também mais inchada, alguma tensão mamária, os olhos mais secos, e começaram a aparecer rugas à volta dos olhos e por cima do lábio superior (“código de barras”); a sua pele estava mais seca e mais flácida: apesar de continuar a treinar duas e três vezes por semana, ultimamente tinha mais celulite. Outra das suas preocupações era o cabelo, pois tornara-se mais seco e mais fino e as suas unhas mais quebradiças. Expliquei a Emília que ela estaria decerto com um desequilíbrio hormonal, nomeadamente um défice de hormonas tiroideias, progesterona, testosterona e de DHEA, e excesso de cortisol /resistência à insulina.


Leia o artigo completo na revista CRISTINA deste mês, nas bancas ou na app CRISTINA M.

Solicite mais informações na Clínica MyMoment

  • Comentários

    Artigos relacionados