Dr. Hugo Madeira | Facetas estéticas sem desgaste dentário

por , 28 Maio, 2018

Se porventura, no seu imaginário, pensa que os médicos dentistas se sentem felizes e realizados, a remover dentes aos seus pacientes, garanto que essa ideia não está correta.

Por: Hugo Madeira (médico dentista)

Ao contrário do que as pessoas possam pensar, nós, médicos dentistas, recorremos a tudo o que está ao nosso alcance , a fim de salvar a dentição dos nossos pacientes. Cada caso é um caso, é óbvio, mas deve sempre ser feito um diagnóstico completo, por forma a planear a abordagem ideal para salvar o(s) dente(s) problemático(s), até ao momento em que nos rendemos e dizemos algo como “não há nada que possamos fazer, este dente tem de ser removido”. O mesmo se passa em tratamentos estéticos menos invasivos, como é o caso da aplicação de facetas. Partindo do princípio (de) que as facetas são aplicadas por cima dos dentes, estes não podem estar em falta. O que às vezes pode acontecer é a necessidade de desgastar a superfície do dente antes da aplicação da faceta, de modo a preparar a restauração. Os desgastes, embora sejam um meio para atingir um fim, não deixam de representar uma perda parcial do dente e, sendo o nosso objetivo conservar, sempre que possível, os dentes saudáveis do paciente, também o desgaste do esmalte dentário é evitado nos tratamentos. As facetas são, com efeito, uma solução estética cada vez mais procurada pelos pacientes e, muitas vezes, para obtermos os resultados pretendidos num menor período de tempo, temos de recorrer ao desgaste dentário.

Leia o artigo completo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA M (IOS OU ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados