Dr. Hugo Madeira | Medo de ir ao dentista?

por , 26 Fevereiro, 2018

 

Se acha que é a única pessoa no mundo que ainda tem medo de ir ao dentista, fique sabendo: não é.

Por: Hugo Madeira (médico dentista)

Estima-se que 1 em cada 5 pessoas sofre de odontofobia, o nome que se dá ao medo do dentista e dos tratamentos dentários e à ansiedade que daí advém. A odontofobia pode ter diversas origens, tais como uma experiência pessoal traumática no passado, a influência de outras pessoas quando falam sobre a sua má experiência, a antipatia ou tratamento “frio” de um dentista anterior, a relação com outros medos (medo da dor, medo de hospitais, médicos, agulhas etc.), ou até o medo do desconhecido, da parte das pessoas que nunca foram ao dentista, e não sabem o que esperar de uma consulta.
O grande problema da odontofobia é que quem sofre dela evita ao máximo ir ao dentista, e um paciente que não visita o dentista tem uma saúde oral não controlada. Mesmo que cumpra uma higiene oral exemplar em casa, com o objetivo de se manter saudável e não precisar de intervenções dentárias, todos devemos fazer consultas de rotina, para despistar e/ou diagnosticar possíveis problemas. Infelizmente, a maioria das pessoas que não visitam o dentista, por medo ou outra razão, não mantém uma higiene oral exemplar, o que resulta no aparecimento de doenças orais, dor, desconforto, perda dentária entre outras complicações. Quando, finalmente, o paciente visita o dentista – muitas vezes porque surgiu a dor – a intervenção já é mais dolorosa e com custos muito mais elevados do que teriam sido numa fase preventiva.
A minha equipa e eu recebemos também pacientes com esta fobia, alguns com níveis de ansiedade mais expressivos que outros, os quais podem manifestar-se através de simples tremores, suores ou náuseas, ou chegando a causar ataques de pânico, choro, desmaio e outros sintomas.

Leia a crónica completa na edição deste mês, nas bancas ou na app CRISTINA M.

  • Comentários

    Artigos relacionados