Dr. Hugo Madeira | Um mal menor, que se tornará maior

por , 26 Março, 2018

Cárie dentária: quero que a tenha em mente, da próxima vez que pensar em ir para a cama sem escovar os dentes. 

Por: Hugo Madeira – médico dentista

Perdoem-me por ser tão direto, mas há temas que pedem alguma assertividade. Estudos revelam que 50% das pessoas evitam a escovagem dos dentes à noite, por se sentirem cansadas; pois posso garantir-lhe que tratar das lesões das cáries, que dessa preguiça vão surgir, será muito mais cansativo (e dispendioso) e, nessa altura, vai desejar ter escovado os dentes todas as noites em que não o fez. Mas recuemos um pouco: o que é a cárie dentária, afinal? É uma doença infecciosa que afeta cerca de 90% da população mundial, levando à destruição parcial ou total dos dentes. A lesão no dente poderá começar por ser reduzida mas, na ausência de tratamento, evolui para uma mancha maior que se expandirá para a totalidade do dente – muitas vezes, até para os dentes ao lado – e, finalmente, poderá causar o aparecimento de uma cavidade nos dentes afetados.
Nem sempre é fácil detetar uma cárie na sua fase inicial, muitas surgem em zonas pouco visíveis da boca, como entre os dentes ou nos de trás, daí a importância de visitar um médico dentista ou um higienista oral com regularidade, para que estes possam observar detalhadamente a sua boca e despistar possíveis lesões de cárie, em fases iniciais.

Leia o artigo completo na edição deste mês, nas bancas ou na app CRISTINA M.

  • Comentários

    Artigos relacionados