E se os seus dentes dissessem mais da sua saúde do que imagina?

por , 29 Outubro, 2019

A medicina dentária, que hoje se pratica, anda lado a lado com o estado de saúde geral de um paciente. A cavidade oral deixou, há muito, de ser um limite para o olhar clínico de um médico dentista e passou a ser o canal que relaciona, diretamente, o estado da saúde oral com todo o nosso organismo.

Por HUGO MADEIRA

E se os seus dentes estivessem ligados à sua saúde? De acordo com o conceito “biodentistry”, a saúde oral de um paciente é inseparável da sua saúde física e emocional, fatores que devem ser abordados como um todo. Hoje em dia, muitos dentistas aplicam já este conceito no seu dia a dia clínico, otimizando a saúde através da boca, com o objetivo de ter um paciente completamente saudável.
A medicina dentária biológica acredita que a saúde oral se relaciona diretamente com o bem-estar geral e que, por isso, os dentes são parte integrante do corpo. Desta forma, são utilizados métodos menos invasivos e tóxicos para o diagnóstico e tratamento, recorrendo a quantidades mínimas de produtos químicos fortes e medicação na prática clínica.
Existem também materiais que são eliminados, por serem mais nocivos, e substituídos por materiais biocompatíveis, desenvolvendo um tratamento sem toxinas. Um exemplo são os efeitos crónicos para a saúde, resultantes da libertação de metais tóxicos através de restaurações com amálgama, o conhecido “chumbo”, sugerindo evitar a sua utilização, bem como a sua remoção cuidadosa). Hoje em dia, há alternativas mais naturais, como as resinas compostas e a cerâmica.


Leia o artigo completo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA M (IOS OU ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados