Fui experimentar a kryocápsula

por , 2 Fevereiro, 2018

Durante três minutos, estive fechado dentro de uma cápsula onde a temperatura chegou aos 160 graus negativos. Nesse curto espaço de tempo, terei perdido mil calorias.

Por: Xavier Pereira

Sou bastante friorento e qualquer temperatura que não se coadune com calções e t-shirt, faz-me torcer o nariz. Ainda assim, encarei de frente o desafio e fui experimentar a kryocápsula, o ex-libris da Kryoclinis, que, por enquanto, só tem morada em Lisboa.

Fui sem saber muito bem ao que ia, mas aprendi bem a lição. A quem não sabe o que é a kryocápsula, eu explico. É uma espécie de casulo, onde ficamos de pé e só deixamos a cabeça de fora. Não é um casulo qualquer, é super tecnológico e atinge -160 graus. Sim, está muito frio lá dentro!

Até agora, esta inovação é utilizada, com mais frequência, por atletas de alta competição (o Cristiano Ronaldo tem uma em casa), mas os benefícios que traz podem ser úteis para todos nós. Por isso é que eu aceitei o convite.

À chegada ao nº161 da Av. Miguel Bombarda, fui recebido com sorrisos e uma ficha, que servia para verificar se estaria apto a entrar na cápsula. Não tenho problemas cardiovasculares, não fui submetido a nenhuma intervenção cirúrgica recentemente e não tenho claustrofobia. Tudo certo.

Quando entrei na sala mais frequentada da Clínica, vi a menina dos olhos de toda a equipa: a kryocápsula. É robusta, alta e bonita. À minha chegada, ainda não deitava vapor. Ainda, porque depois de me preparar (tirar roupa, calçar luvas e botas especiais), já estava tudo a postos.

Como pode ver pela fotografia, consegui sorrir, e não, não estava congelado. Senti muito frio, mas nada que se compare a uma entrada repentina no mar gelado das praias do Norte. Foi um frio que chegou de forma gradual e se foi intensificando. De súbito, já estava. São apenas três minutos. Nem mais, nem menos. Quando saí, o meu corpo foi recuperando a temperatura e eu inteirei-me dos benefícios.

Primeiro que tudo: naquele curto período terei perdido mil calorias. Os outros efeitos sentem-se mais tarde. Menos cansaço e mais energia. A tecnologia ativa a circulação sanguínea, ajuda o corpo a reagir a lesões e a prevenir os efeitos do tempo e da rotina.

A Kryoclinics atua nas áreas de medicina estética, saúde, desporto, beleza e bem-estar. Usa a kryocápsula, e outros aparelhos com tecnologia de ponta, na procura de resultados que correspondam ao diagnóstico feito no início do processo.

As sessões de kryocápsula estão sujeitas a marcação. Podem ser compradas avulso, por 50 €, ou em pacotes de cinco ou dez sessões, com redução no preço.

  • Comentários

    Artigos relacionados