Facetas dentárias: tudo o que deve saber

por , 15 Janeiro, 2020

Já pensou como seria a sua vida se tivesse o sorriso com que sempre sonhou?

Por Hugo Madeira

O sorriso é o “cartão de visita” imediato, para quem nos conhece. Se tenciona fazer um tratamento de facetas dentárias, é muito importante que se informe como funciona todo este processo de reabilitação.
A faceta é um revestimento cerâmico, fino, duradouro e resistente, que possibilita tanto a transformação profunda de um sorriso como uma abordagem mais conservadora, num só dente. É um tratamento adequado para ajudar a corrigir problemas estéticos, que o impedem de ter o sorriso bonito que sempre desejou.

Como saber se as facetas são a melhor opção para si?
É muito importante encontrar um equilíbrio entre as suas motivações e a avaliação clínica do seu médico dentista. A versatilidade é uma das grandes vantagens deste tratamento. Pode querer apenas corrigir um dente mais desalinhado ou inestético e obter resultados finais fantásticos, ou transformar completamente o seu sorriso.
Alguns problemas que podem ser resolvidos com reabilitação, através de facetas dentárias;
? Dentes manchados ou escurecidos
? Dentes desgastados ou fraturados / partidos
? Dentes tortos ou desalinhados
? Dentes com espaços irregulares entre eles

Por onde começar?
A consulta de diagnóstico é o primeiro passo para, em conjunto com o seu médico dentista, o paciente manifestar a sua vontade e expectativas, a nível estético. Temos de perceber e avaliar a condição da sua saúde oral e quantas facetas serão necessárias para obter um resultado satisfatório. A utilização do Digital Smile Design, como ferramenta de planeamento de um sorriso, tem um papel fundamental no processo de reabilitação, permitindo perceber como ficará o seu sorriso antes mesmo de começar o tratamento.
É essencial que a sua saúde oral esteja em boas condições, antes de avançar para um tratamento de facetas. Os seus dentes e gengivas devem estar saudáveis e qualquer doença oral, como cárie dentária, devem ser devidamente tratadas. Por vezes, após o diagnóstico inicial, é necessária a utilização de aparelho dentário, para conseguir uma posição dentária ideal e o melhor resultado final.


Leia o artigo completo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA M (IOS OU ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados