Famoso como nunca o viu | A vez dos Calema

por , 12 Julho, 2018

António tem 26 anos de idade. Fradique, 31. São irmãos e são, também, as vozes por detrás do sucesso de 2017, A Nossa Vez. Fique a conhecer melhor os Calema.

POR XAVIER PEREIRA | REALIZAÇÃO JOYCE DORET | FOTOGRAFIA RICARDO SANTOS | MAQUILHAGEM INÊS AGUIAR | ASSISTÊNCIA AO STYLING FRANCESCA VALLE

Têm cinco anos de diferença e uma vida feita de sorte, dedicação, trabalho e muitos acasos. António e Fradique são naturais de São Tomé e Príncipe e foi lá que viveram uma infância e adolescência felizes. “Nascemos na selva, rodeados pelo mar”, recordam. Em 2008, rumaram a Portugal e em 2011 partiram para França. Três anos depois, gravaram um álbum que lhes havia de mudar a vida: despertou o interesse do produtor de Anselmo Ralph e valeu-lhes entrada no mercado português. Daí até A. N. V. (A Nossa Vez), foi um instante. Lançado o ano passado, o disco consagrou a dupla que se mantém na estrada a promovê-lo.

“Desde que lançámos esse trabalho, a nossa vida tem sido uma correria”. As palavras são de Fradique, o mais velho, mais falador e mais baixo dos irmãos. “Antes do lançamento, tivemos uma fase muito boa de aprendizagem que ajudou bastante à conceção do CD”, completa. O single de lançamento alcançou a meta das 50 mil visualizações, nas primeiras 24 horas, e terminou 2017 como a música, em Língua Portuguesa, mais ouvida nas redes sociais, em Portugal.

“Tivemos muitas oportunidades, cá. Fizeram com que nos sentíssemos em casa”, revela António. O suficiente para escolherem formar família em terras lusas. Cada um tem um filho com dois anos. “O meu é um mês mais velho”, detalha Fradique. Quando lhes perguntamos se combinaram ser pais na mesma altura, riem-se. A família é, de resto, um dos seus pilares. Cada um tem a sua casa, mas passam juntos a maior parte do tempo. Dizem que não chegam a ter saudades um do outro.

 


Leia a entrevista completa na revista CRISTINA já nas bancas
ou na app CRISTINA M.

Agradecimentos Alegria 126 Ateliês by Dare Lisbon – Hotel e Alojamento; Casas de Lisboa; Fábrica do Pão
  • Comentários

    Artigos relacionados