Grammy 2018: aplausos para Bruno Mars 

por , 29 Janeiro, 2018

O músico de 32 anos de idade foi o grande vencedor da noite. Venceu as seis categorias em que estava nomeado, incluindo a de Álbum do Ano.

Por: Xavier Pereira

São considerados os prémios mais importantes da indústria da música. A 60.ª edição dos Grammy decorreu esta noite em Nova Iorque, depois de, nos últimos 15 anos, ter acontecido em Los Angeles. 

A cerimónia ficou marcada pelo discurso de Janelle Monáe, de apoio aos movimentos Time’s Up e #MeToo; pela aparição de Hillary Clinton que leu um excerto do livro “Fire and Furry”, sobre o primeiro ano da presidência de Trump; pela atuação comovente de Ke$ha, acompanhada por Camila Cabello ou Cyndi Lauper, entre outras artistas; e pelos prémios, claro.

Ed Sheeran leva o título de ausente da noite, Jay-Z foi o derrotado, Kendrick Lamar venceu nas categorias rap, Bruno Mars arrasou a concorrência, levando os seis prémios para os quais estava indicado.

A entrega dos Grammys divide-se em duas noites, uma vez que são, ao todo, 84 categorias. A que faz correr mais tinta foi a que aconteceu na madrugada de domingo para segunda. Confira abaixo a lista de vencedores daquelas que são consideradas as categorias mais importantes: 

ÁLBUM DO ANO: “24K Magic”, Bruno Mars

GRAVAÇÃO DO ANO: “24K Magic”, Bruno Mars

CANÇÃO DO ANO: “That’s What I Like”, Bruno Mars

ARTISTA REVELAÇÃO: Alessia Cara

MELHOR PERFORMANCE POP INDIVIDUAL: “Shape Of You”, Ed Sheeran

MELHOR PERFORMANCE POP DUO/GRUPO: “Feel It Still”, Portugal. The Man

Melhor Performance R&B: “24K Magic”, Bruno Mars  

MELHOR ÁLBUM DE POP: “÷ (Divide)”, Ed Sheeran

MELHOR ÁLBUM DE RAP: “DAMN.”, Kendrick Lamar

MELHOR ÁLBUM DE ROCK: “A Deeper Understanding”, The War On Drugs

MELHOR ÁLBUM DE MÚSICA ALTERNATIVA: “Sleep Well Beast”, The National

MELHOR ÁLBUM ELETRÓNICO: “3-D The Catalogue”, Kraftwerk

MELHOR ÁLBUM URBANO: “Starboy”, The Weeknd

Melhor Álbum R&B: “24K Magic”, Bruno Mars

MELHOR INTERPRETAÇÃO DE ROCK: “You Want It Darker”, Leonard Cohen

Melhor Engenharia de Som em Álbum Não Clássico: “24K Magic”, Bruno Mars

  • Comentários

    Artigos relacionados