O designer por detrás do vestido verde-água

por , 15 Outubro, 2019

É um dos nomes mais emblemáticos da alta costura portuguesa. Aos 55 anos de idade, João Rôlo conta com mais de 30 anos de carreira e uma presença incontestável nas red carpets mais emblemáticas do mundo.

Nasceu em 1964, em Lisboa. Aos cinco anos de idade, sonhava ser decorador, paixão que nunca abandonou. Frequentou o curso de equipamento de interiores, e chegou mesmo a realizar diversos trabalhos na área. Porém, foi na moda que encontrou o seu rumo. O curso de Engenharia Têxtil deu-lhe o conhecimento necessário para ser um dos primeiros designers vanguardistas em Portugal. “Estávamos nos anos 80, e deu-se a explosão da moda. Começaram a ver-se as primeiras peças diferentes, os primeiros ateliers de alta-costura, os primeiros designers. Eu surgi nessa altura, a par com os meus colegas Mário Matos Ribeiro, José António Tenente, Miguel Vieira, Nuno Gama e tantos outros”.

Em 1985, nascia a sua primeira loja e o seu primeiro atelier de alta-costura. Desde então tem vindo a trilhar caminho pelo mundo fora, sem nunca deixar a cidade de Lisboa. O caminho foi feito de altos e baixos e o estilista português afirma que, em determinadas alturas, teria sido mais fácil desistir. “Em Portugal brinca-se um bocadinho à moda, brinca-se com uma coisa que é muito séria, que é a nossa cultura”.

Aos dias de hoje, 98% da sua produção é exportada para todo o mundo. “É preciso vender para manter um negócio. Os prémios não pagam contas. Quero ter clientes que me comprem os meus fatos, para eu pagar às minhas costureiras e cumprir com os meus compromissos. Essa é a minha prioridade. Se, depois disso, for reconhecido, fantástico. É a cereja no topo do bolo. Mas foi isso que me fez desistir do mercado português. Fui lá para fora e foi um sucesso”. João Rôlo vestiu já algumas das celebridades mais conhecidas do mundo, como Mariah Carrey, Amanda Holden, Mel B, entre tantas outras. Há quatro anos, entrou para a Federação de Alta Costura da Ásia, onde lhe foi dado o título de Costureiro Extraordinário Internacional. Pelas passadeiras vermelhas mais emblemáticas, compete com todas as marcas de alta-costura, e os seus vestidos já entraram para rankings de diversas publicações de moda, em todo o mundo.


Conheça mais sobre João Rôlo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA M (IOS ou ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados