O homem atrás do volante

por , 12 Setembro, 2018

Paulo Pinheiro é o CEO e fundador do Autódromo Internacional do Algarve. Concretizou o seu projeto em 2008, e conseguiu que este se tornasse o palco de algumas das competições mais importantes, a nível mundial.

Paulo, há quantos anos dura este projeto?

Desde 2008. A construção do Autódromo Internacional do Algarve decorreu entre 9 de fevereiro e 30 de outubro de 2008.

O Paulo é um grande fã de desporto motorizado, e criou o autódromo na sua cidade natal, Portimão. Foi a concretização de um sonho?

Sim, era uma ideia antiga. Comecei a correr com 13 anos, e sempre achei que este seria o sitio ideal para a construção de uma pista de kart. Por causa do bom tempo, e das condições hoteleiras. Por isso, acabei por conseguir levar este projeto adiante, com a ajuda de algumas marcas.

Quais são as modalidades que se podem praticar no AIA?

Há quatro atividades principais. Por um lado, o automobilismo e o motociclismo. Por outro lado, temos também os karts e os buggies. Depois, dentro de cada um, há uma série de variações.

Além disso, ainda têm uma escola.

Sim. Este ano vamos lançar, no dia 17 setembro, a nossa nova Racing School, com a ajuda da Yahama e da AMG-Mercedes. Temos uma frota fantástica, equipamentos espetaculares e todos os produtos tecnológicos, que permitem que os pilotos aprendam da melhor forma.

Quais são as competições mais importantes que já receberam?

O campeonato mais importante, e com mais público, é o Campeonato Mundial de Superbike, que ocorre este mês, entre os dias 14 e 16 de setembro. No caso do automobilismo, é o European Le Mans Series.

Faltam poucos dias para receberem o Campeonato Mundial de Superbike. Além das corridas, o que podemos esperar que aconteça durante o evento?

Vamos ter a presença do piloto Miguel Oliveira. Vamos sortear cinco voltas com o Miguel, e os vencedores vão poder correr com ele. Além disso, teremos simuladores, demonstrações de motas de série, e muitas outras atividades.

Quantas pessoas são esperadas?

O ano passado atingimos as 42 mil pessoas. Este ano, o objetivo é chegar perto das 50 mil.

 

  • Comentários

    Artigos relacionados