O meu filho é sobredotado

por , 17 Outubro, 2018

Ter um génio na família parece muito promissor e até um descanso, para certos pais. Conversámos com alguns, e, ao que parece, não é bem assim.

Por: Margarida Menino Ferreira

Aos quatro anos, sabia ler e fazer subtrações com números negativos. Identificava notas musicais de ouvido e, aos cinco anos, conhecia as características de todos os elementos da Tabela Periódica. O filho de Susana tem agora sete anos, e foi sempre menos sociável do que a maioria dos colegas da sua faixa etária. “Ainda no infantário, desajeitado nas abordagens, dirigia-se aos colegas com grande entusiasmo, para partilhar os seus interesses e conhecimentos de geografia e química. Como era de esperar de crianças de três anos, poucos colegas compreendiam, e terminava muitas vezes a falar sozinho”, conta a mãe.

Estima-se que três a cinco por cento dos alunos inscritos no Ensino Básico e Secundário tenham características de sobredotação. No entanto, a maioria está por identificar. Muitos são vistos como hiperativos, desinteressados ou apenas incómodos, em conflito com o próprio ensino. Não é o caso de Susana. A sobredotação do seu filho foi identificada há dois anos, quando a criança tinha cinco anos. Os casos por identificar devem-se, muitas vezes, à falta de informação por parte de algumas famílias e profissionais. Para isso, a Associação Portuguesa de Crianças Sobredotadas (APCS) tem, como principal objetivo, “alertar um país que sabe bem que eles existem, até porque existe legislação, mas não tem condições para os educar”, como explica Helena Serra, Presidente da Assembleia Geral da APCS.

Alguns pais podem pensar que ter um filho sobredotado é uma bênção, um descanso para toda a vida. Não têm de os mandar estudar, ou preocupar-se com as notas. Ter um pequeno génio em casa pode parecer um sonho, mas para alguns pais tornou-se verdadeiramente difícil.

 

 


Leia o artigo completo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA (IOS ou ANDROID)

 

  • Comentários

    Artigos relacionados