Olá

por , 25 Julho, 2017

“Já tens namorada?” A pergunta é feita desde cedo aos meninos e às meninas.

Se a resposta for afirmativa, brilha o olhar dos pais, felizes pelo futuro risonho e “normal” dos rebentos. Não se imagina ainda, ou melhor, não se quer imaginar, que um filho ou filha possa vir a ser gay.

Descubra o texto completo de Cristina Ferreira na edição de Junho, nas bancas ou na app (IOS, ANDROID)

 

  • Comentários

    Artigos relacionados