Para que serve a catequese?

por , 16 Setembro, 2019

Para alguns, é uma mais-valia. Para outros, uma obrigação. Duas mães e respetivos filhos contam-nos a relação com as idas à catequese.

por XAVIER PEREIRA

“Serve para aprender coisas sobre Deus. É tipo a escola, só que um bocadinho mais fixe”

Bernardo anda na catequese há dois anos. Começou ao mesmo tempo que entrou para a Escola Primária, onde também frequenta as aulas de Educação Moral e Religiosa Católica, por decisão e escolha próprias. Em simultâneo, ingressou nos escuteiros católicos. “Foi um ano de mudança. Para ele, foi tudo normal. Para nós, pais e educadores, esta caminhada também é importante, porque o faz pensar e porque o torna responsável por muitas descobertas”, afirma a mãe, Isabel.
Com oito anos de idade, Bernardo diz: “Do que mais gosto são os dias de festa, quando podemos ficar mais tempo a brincar”. A mãe explica: “Para ele, as idas à catequese incluem sempre uma bola para jogar com os amigos, em todos os momentos possíveis”. A rotina da catequese acontece aos domingos, pelas 10h. Depois de um acolhimento comum, cada grupo recolhe a uma sala para as respetivas sessões. Duram cerca de 40 minutos e, no caso de Bernardo ? que frequenta a catequese em Cascais ?, tem um casal como catequistas. De seguida, há tempo para uma curta pausa, com mais brincadeira e a missa.
“Já houve momentos em que queríamos viver aquele domingo em família e não ter de o levar à catequese. Às vezes, quebra o dia e os planos de descanso”, refere Isabel que frequentou a catequese até ao fim, ou seja, só depois de ter feito o Crisma. O filho acrescenta: “umas vezes, gosto mais, outras vezes, gosto menos, mas é bom ir”.
Voltamos ao início, para localizar a decisão de o matricular. “Quando decidimos inscrever o Bernardo na catequese, foi no sentido de ele fazer a caminhada católica e cristã que, para nós, faz sentido. Cada sessão serve para lhe mostrar que existem formas de estar e de viver diferentes e que existe algo maior do que nós. Algo que nos guia, que nos faz andar para a frente, que representa uma forma maior de amor. Cultivamos isso em nós e na nossa família”. E Bernardo parece interessado em continuar. Quando lhe perguntamos, exatamente, para o que serve a catequese, responde-nos: “Para aprender coisas sobre Deus. É tipo a escola, só que um bocadinho mais fixe, demora menos tempo”.


Leia o artigo completo na edição deste mês nas bancas
ou na app CRISTINA M (IOS OU ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados