Pergunte ao Dr. Quintino

por , 1 Agosto, 2017

Caro Doutor, levei muito tempo a pensar se tinha coragem para escrever sobre isto. Engravidei e senti-me a mulher mais feliz do mundo. O meu filho nasceu e eu dei graças pela sua saúde. Correu tudo bem, voltei para casa, estou de licença de maternidade e passo os meus dias entre as coisas do bebé e uma vontade de chorar sem explicação. Não tenho paciência, estou irritada com o meu marido mesmo antes de ele falar comigo. Será uma depressão pós parto?- Isabel Oliveira


Minha querida Luísa. Fez muito bem em escrever. A depressão pós-parto é um assunto muito importante. Por várias razões. Porque o sofrimento sentido pelas mulheres com depressão pós-parto é intenso e muito solitário; porque a mulher ao sofrer compromete também o desenvolvimento psicológico saudável do bebé; porque a prevenção é a melhor estratégia, e a prevenção da depressão pós-parto faz-se falando, conversando, escrevendo para que o maior número de mulheres saiba deste problema antes ainda de engravidar. Pensamos que a história da depressão pós-parto acompanha a história humana nos últimos doze mil anos (…) - Dr. Quintino Aires

Veja a crónica completa na edição de Julho impressa
ou na versão digital (IOS ou ANDROID)

  • Comentários

    Artigos relacionados