Pergunte ao Dr. Quintino

por , 19 Outubro, 2017

Escreva ao Dr. Quintino. Ele responde!

“O meu nome é Marina e há cerca de dois anos estive envolvida com um homem casado, que mexeu muito com a minha vida sentimental. Hoje em dia, sinto-me perdida e muito sozinha, depressiva, diria eu. O que me aconselha? Procurar ajuda especializada ou acha que com o tempo as coisas podem voltar ao normal? Espero que me possa responder. Obrigada”- Marina.

Minha querida Marina, muitas vezes ouvimos as pessoas dizerem que não se manda no coração. As paixões e os amores surgem do nada, até quando menos esperamos. Fazemos o que fazemos, e não temos qualquer controlo sobre seja o que for. (…) Desde crianças que escutamos histórias de príncipes e de princesas, que se conheceram através de um sapatinho de cristal ou da dentada numa maçã. Achamos que gostámos daquela felicidade e queremos uma igual para nós. Procuramos, iludimo-nos e sofremos. E nem nos momentos de sofrimento paramos para pensar que, dos príncipes e das princesas, pouco sabemos. Ou mesmo nada, porque assim que se conhecem entram no castelo, fecham o portão, e nada mais nos contam sobre as suas histórias de amor.- Dr. Quintino

Pode escrever ao Dr. Quintino através do endereço de e-mail redacao@revistacristina.com

 

Leia a crónica completa na edição de setembro também disponível na versão digital
(IOS ou ANDROID).

  • Comentários

    Artigos relacionados