“Sempre vi vários artistas a exibir no Instagram os vários Discos e Singles de Ouro e Platina que recebiam, mas nunca pensei ganhar”

por , 1 Julho, 2018

No último dia de Rock in Rio-Lisboa, e algumas horas antes do seu espetáculo, Blaya recebeu o seu primeiro Single de Platina, com o tema Faz Gostoso. A Revista CRISTINA conversou com a artista, e tentou saber o que anda a preparar.

Por Margarida Menino Ferreira / Fotografias: Agência Zero

Cristina – Blaya, antes de mais, muitos parabéns pelo Single de Platina. 

Blaya – Obrigada!

C. – Quando conversamos a propósito do lançamento do Faz Gostoso sabias que era um estilo diferente do que já tinhas mostrado. A verdade é que foi um grande êxito, fez com que te tornasses a primeira mulher portuguesa a chegar ao primeiro lugar do Spotify, e agora o single de platina. Estavas à espera deste reconhecimento?

B. – Claro que não estávamos à espera de atingir tantos milhões de visualizações e tanto sucesso, mas a verdade é que nós trabalhamos para isto. Queríamos fazer uma coisa diferente, e aproveitamos que o Funk está muito na moda. Foi uma maneira de eu regressar também às minhas origens brasileiras e por isso acho que foi o melhor momento para fazer esta música. O pessoal recebeu muito bem esta música.

C. -Achas que o Funk pode ser a fórmula vencedora, para os teus fãs? 

B. – Eu acho que a fórmula vencedora sou mesmo eu, e continuar a ser eu própria. Mas visto que eu nasci no Brasil, acho que fazia todo o sentido fazer uma música do estilo Funk. Ainda assim, as outras musicas que eu tenho passam também por outros estilos, como electronic, dance music, rap… Acabam por abranger vários estilos. 

C. – Como te sentes depois de receber o Single de Platina? É o realizar de um sonho?

B. – Sempre vi vários artistas a exibir no Instagram os vários Discos e Singles de Ouro e Platina que recebiam, mas nunca pensei ganhar. Aliás, meu foco são sempre os espetáculos. Eu quero é concertos, mostrar lá o meu potencial e fazer sempre um bom espetáculo.

C. – E como foi para ti assistir desde a plateia à Anitta a dançar o Faz Gostoso?

B. – Foi muito importante para mim. Tive muitos brasileiros a enviar-me mensagens, a dizer que depois da Anitta começaram a ouvir a minha música. Foi muito inteligente da parte da Anitta também pesquisar quem estava no número um em Portugal, e eu admiro muito isso. A atitude do público foi muito fixe também, começaram todos a cantar. Acho que toda a gente gostou muito.

C. – Tocar no Rock in Rio tem um sabor diferente?

B. – Cada sítio, e cada palco, é sempre diferente. Cabe ao artista saber adaptar-se, no momento, a cada público. Por isso, nunca sei como vai ser o público, é uma coisa que só descubro quando entro no palco.

C. – Como vão ser os próximos tempos? Tens surpresas preparadas para os teus fãs?

B. – Sim, vou lançar algumas musicas novas, por isso o pessoal só tem de estar atento e começar a decorar as letras, para cantarem comigo nos meus concertos.

C. – Podemos esperar um disco para breve?

B. – Vamos ver, muito vai acontecer durante este ano.

  • Comentários

    Artigos relacionados